Clima.

O clima tem influência fundamental sobre a videira e seu ciclo anual, na região onde ela se desenvolve.

Para o desenvolvimento da videira, o inverno é útil para o repouso da planta, e uma temperatura regular na primavera favorece a brotação e a floração. O sol tem influência decisiva no bom amadurecimento, na concentração de açúcar e ácidos que a fruta terá. Um excesso de chuva no verão encharca os frutos, provocando a diluição dos aromas e sabores e causando doenças.

A videira é adaptável a diferentes climas, mas alcança sua maior expressão em regiões de zona temperada, ondee as estações do ano se caracterizam por invernos frios, verões quentes e secos, outonos ensolarados e tépidos. As zonas temperadas dos hemisférios Norte e Sul, balizadas pelas latitudes 30º e 50º, são consideradas as regiões apropriadas para o desenvolvimento da viticultura ( ver mapa).

Mapa: As regiões apropriadas para viticultura localizam-se entre as latitudes 30º e 50º, tanto no hemisfério Norte como no Sul.

Como se nota no mapa-múndi, no hemisfério Norte as regiões apropriadas espalham-se por parte dos Estados Unidos e partes da Europa, e no hemisfério Sul, pela parte meridional da América do Sul,  África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Além das regiões nessas latitudes, existem vinícolas na Inglaterra, México, Peru, nordeste do Brasil e Índia .

As condições do tempo são uma preocupação constante: geada, granizo, vento e chuva fortes são as principais ameaças para o vinhedo. A umidade relativa do ambiente, a luminosidade, a diferença de temperatura entre dia e noite e os dias de sol são fatores que determinam a qualidade da colheita.

Adaptado de Vinhos: O essencial. SANTOS, José Ivan .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *